fbpx

Lançamento do Observatório Estadual de Educação
Lançamento do Observatório Estadual de Educação

A Educação Infantil na cidade de São Paulo está sob ataque! No ano passado, o prefeito Ricardo Nunes anunciou a criação das salas multietárias em todos os CEIs e EMEIs da cidade (tanto da rede direta quanto da rede parceira), que hoje sofrem com a superlotação e turmas mistas.

Recentemente, publicou a Instrução Normativa 12, de 24 de fevereiro, que cria o Projeto Formação da Cidade e o torna obrigatório para quem faz Jornada Especial Integral de Formação (JEIF), atacando a autonomia pedagógica e excluindo as professoras da Educação Infantil de pontuar nessa formação. 

Para piorar, há também escolas com graves problemas estruturais, salas superlotadas e um enorme deficit de profissionais, como professores, ATEs, AVEs e estagiários para o atendimento dos alunos com deficiência, ocasionando exclusão e sobrecarga do trabalho.

A precarização não afeta apenas os direitos dos nossos bebês e crianças, mas também, as condições de trabalho das educadoras de educação infantil, que estão em luta pelo enquadramento e pelo pagamento do piso nacional do magistério.

Por conta disso, em parceria com o mandato do professor e deputado Carlos Giannazi, criei o Observatório Estadual de Educação Infantil. Um espaço para acolher denúncias e propor políticas públicas pela melhoria da primeiríssima infância. Além disso, realizamos diversas audiências públicas para ouvir as educadoras de todo o estado, desde o interior até a baixada.

Clique para acessar o site do Observatório!

Para enviar a sua denúncia é só preencher o formulário!

Lançamento Observatório Estadual de Educação Infantil.